Saúde 04.18

Terçol: o que fazer e como cuidar?

Inflamação semelhante a uma espinha que causa o inchaço de uma parte ou de toda a pálpebra, o terçol, também chamado hordéolo, é bastante comum. Não contagioso, ele pode ser externo ou interno e se desenvolve principalmente na base dos cílios, sendo causado por uma contaminação ou obstrução nas glândulas sebáceas, responsáveis por produzir os cílios e sintetizar gorduras.

A blefarite, responsável pelo aumento na produção de gorduras é uma das principais causadoras do terçol, que é provocado pela bactéria Staphylococcus Aureus. Os sintomas mais comuns são o aparecimento de um pequeno nódulo vermelho, sensibilidade à luz, dor e lacrimejamento, e o jeito mais fácil de evitar é higienizando bem os olhos, principalmente após retirar as lentes de contato ou usar maquiagem, que também devem ser evitados quando a inflamação aparece.

Mas como cuidar do terçol? Desaparecendo sozinha depois de um tempo, a inflamação precisa ser bem higienizada. Para acelerar o processo, você pode fazer compressas com água morna e utilizar colírios para aliviar as dores e o ardor, mas nunca deve cutucar, espremer ou furar o terçol. Caso a inflamação não desapareça depois de alguns dias, é importante procurar um oftalmologista.

X